Blog Lairce Cardoso

Lairce Cardoso

MEU ENCONTRO COM O ÍDOLO JOTA JÚNIOR

9 de julho

– Olá boa noite, meu nome é Lairce tenho um blog que conta a histórias de pessoas com o intuito de inspirar outras pessoas. Nós temos um amigo em comum, o Edison de Souza e por indicação dele gostaria de convidá-lo para contar sua história no meu blog. Assim, teve início minha conversa com essa simpatia de pessoa chamada JOTA JUNIOR.

Contei para o meu marido que conversaria com o JOTA JUNIOR para uma entrevista para o blog e ele me disse: você tá brincando que vai falar com o Jota Junior. Pra mim, um dos maiores narradores da televisão brasileira, ele já narrou muitas modalidades ligadas ao esporte, mas hoje está ligado nas transmissões de futebol. Mas este cara é fera, sabe o que faz.  

Puxa! Já fiquei feliz pela oportunidade! Mas vou ser bem sincera, futebol não tem muita ligação comigo. Não é um esporte que me agrada. O Pelé é o que define esse esporte pra mim, porém mais pelo respeito que tenho pela sua trajetória de vida, que pelos feitos futebolísticos.

Mas como curiosidade é o meu sobrenome, resolvi dar uma olhadinha no curriculum do cidadão. Opa! Que curriculum!

Infelizmente por conta de toda essa situação que estamos vivendo, fui privada de conhecê-lo pessoalmente, mas de pronto, como ele foi muito receptivo marcamos uma primeira conversa para o dia seguinte, via telefone.

E então na manhã seguinte, estava preparada para falar com o maior narrador esportivo do Brasil, um ídolo. Aí encontrei do outro lado da linha uma pessoa gentil, humilde, calorosa que cabia exatamente nas matérias e entrevistas que li.  Dono de um carisma adorável, esqueci que estava falando com um famoso, então entendi porque ele é considerado um dos mais competentes, queridos e populares narradores da televisão brasileira.

Mais um nome que me fez olhar para o futebol, com um pouco mais de simpatia. Que honra! Gratidão imensa por esse momento!

Então, quero dividir com vocês, um pouquinho da história desse talentoso profissional que fez do seu amor pelo esporte a realização dos seus sonhos. Oxalá, seu exemplo de vida seja motivo de inspiração para aqueles que decidiram fazer de sua passagem pelo planeta, um bom motivo de permanência. 

Quem é JOTA JUNIOR?

Eu sou José Francischangelis Júnior, casado há 45 anos, 3 filhos, 4 netos, nasci em Americana/SP.

Antes de ser o Jota Júnior eu trabalhava em um escritório de contabilidade de uma fábrica de tecidos em Americana, amava jogar futebol, fiz o curso de Direito, servi o Exército e sonhava ser profissional da bola ou de rádio.

Jota Júnior foi idealização de um amigo de rádio que achava ser uma combinação simpática e “radiofônica” o J de José, e o Júnior meu mesmo.   Como eu admirava os narradores de futebol do rádio um dia a diretoria da rádio Clube de Americana me escalou para um teste.   E eles gostaram, e me efetivaram.

 Minha atração pelo futebol se iniciou ouvindo as transmissões pelo rádio desde meus 9, 10 anos de idade.  As narrações dos radialistas me fascinavam e sem que houvesse nenhum incentivo de familiares, foi algo que nasceu “do nada”.   

Sou mais reconhecido profissionalmente pela minha voz que minha imagem, mas é interessante sim, pois muitas vezes quando as pessoas estão conversando comigo dizem conhecer “a voz” de algum lugar.   E depois acabam identificando com as narrações da TV.

Me inspirei em muitos profissionais do rádio (digo rádio porque quando comecei a televisão nem transmitia futebol) como Darcy Reis, Fernando Solera, José Paulo de Andrade, Haroldo Fernandes, Fiori Gigliotte, Pedro Luiz, Edson Leite e muitos outros.       

Nossas vidas tem etapas, evidentemente, mas hoje com 51 anos de carreira e muitas experiências, posso dizer que me realizei na profissão em vários aspectos, mas especialmente nas amizades conquistadas e no respeito que me dedicam.   Isso tudo para mim é um troféu valioso.    

torcedores.com

Sempre na vida me decepcionei com as injustiças e com a falta de respeito pessoal nos relacionamentos.  Ainda vejo tudo isso, mas em menor escala, confesso. Já foi pior.   Não me refiro a mim especificamente, mas no geral.  Tive sorte de ser respeitado e continuo sendo, mas já presenciei injustiças cruéis com colegas e amigos.  Uma pena.

Olha, sinceramente, não me arrependo de nada.   Poderia ter aproveitado oportunidades que me surgiram, porém em nada afetaram minha caminhada que julgo honesta e dedicada.  

Minha família unida sempre foi a grande mola propulsora.  Foi meu incentivo e energia nas horas difíceis.   Nunca recebi um NÃO nas minhas pretensões de ingressar e seguir na profissão.   Só incentivos e elogios.   Devo tudo a ela, a minha família.

Vejo atualmente nas redes sociais, e recebo muitos pedidos de orientação e diretrizes, garotada cheia de vida e de encanto pela minha profissão.   Fico feliz pela continuidade através deles.  

Sempre recomendo honestidade e responsabilidade no desempenho do trabalho.  É gratificante, é difícil, é desafiador, mas é um trabalho super necessário ao meio social.   Abrange a paixão das pessoas pelo esporte, o emocional todo, preenche vazios incalculáveis.  

Além é claro do preparo para desempenhar, respeitar o ouvinte, internauta ou telespectador, isso é PRIMORDIAL.    É básico, eu diria, para um BOM TRABALHO. 

http://blogjotajr.blogspot.com/

Quer me conhecer melhor? Assista a minha entrevista na Rádio Brasil – Programa Heróis Anônimos

https://laircecardoso.com.br/vc-completando/lairce-entrevista-radio-brasil/

http://@LAIRCE_CARDOSO_OFC

Sobre o Autor: Lairce Cardoso
Lairce Cardoso

|

Nasci no berço da família Cardoso, na cidade de Paranapuã, no interior de SP no dia 15 de Julho de 1.963. Sou a nona filha do Senhor Libério e da Dona Lindaura.

Comentários (1)

Edison Souza Responder

Cara, que entrevista e relato maravilhosos. Tenho certeza de que você, amiga Lairce, conheceu a história de um dos mais corretos e honestos profissionais da Imprensa mundial. Parabéns.

20 de julho de 2020 at 18:57

Deixe uma mensagem

Qual o seu nome?
Preencha com um e-mail válido
O seu endereço de e-mail não será publicado
Digite uma mensagem :)