Blog Lairce Cardoso

Lairce Cardoso

A MINHA FAMILIA É BENÇÃO DO SENHOR

16 de setembro

A minha familia é benção do Senhor, APESAR de ser um bando de loucos.

Aqui tem um bando de loucos…. E tem mesmo! Na minha família tem um bando de lindos e mágicos loucos e eu sou perdidamente apaixonada por eles. Assim como a torcida do timão inflo meu peito de orgulho e de alegria quando para eles canto: Sou louca por ti família querida.

Dizem que família a gente não escolhe. Ainda bem! Quando eu conseguiria escolher outra família tão especial quanto esta? As pessoas que fazem parte deste clã são essenciais em minha vida e cada uma tem seu papel fundamental em tudo que sou e acredito. Escolhendo ou não, família é família e cada um cabe direitinho dentro da sua, mesmo que pense ao contrário. Isso é fato!

Por mais que naquelas fases da vida quando achamos que sabemos e podemos tudo, assim como eu, com toda a certeza é bem provável que você também tem ou já teve vontade de negar suas raízes familiares. Parece que todas as outras famílias são muito mais atrativas que a nossa, mas é puro erro cálculo. Quem sai aos seus não degenera, diz o dito popular. Em outras palavras, isso quer dizer que quem não tem raízes acaba se perdendo no meio da multidão.

Cada família é de um jeito

Pode ser uma imagem de 13 pessoas e pessoas sorrindo

Existem famílias mais suaves e outras mais barulhentas, existem as mais frágeis e as mais resistentes, mas seja como for, e ainda que existam tantas diferenças entre si, no fundo, são todas farinhas do mesmo saco.

E, num tempo em que ninguém se aventura a ter mais do que um ou dois filhos (incluo-me nesse grupo), lembro-me com muitas saudades do dia a dia da minha casa barulhenta família. Tinha gente que não acabava mais e, ao mesmo tempo que era caótica e confusa, também era organizada e extremamente acolhedora.

Dormir dois ou três em um mesmo quarto e até na mesma cama, fazer fila (de chinelo) para não perder a vez do banheiro , falar todos ao mesmo tempo e, alto para ter a chance de ser ouvido, herdar a roupa dos mais velhos, disputar o melhor lugar no sofá, adoecer em escala é muita loucura. Compartilhar almoço em escalas e em horários programados, conseguem imaginar isso? Mas só assim era possível atender a todos.

Não sei como meus pais aguentavam firmes, só mesmo sendo santos, contudo embora fossem extremamente bondosos, para a categoria dos santos faltava um bocadinho de chão.

Cuidar de uma família grande exige sacrifícios, é certo, mas as compensações e as alegrias excedem todas as dificuldades. As famílias numerosas são uma verdadeira escola de afetos que ensina e põe em prática o princípio do um por todos e todos por um. Uma das vantagens de se ter muitos irmãos é que a gente aprende desde cedo a partilhar. Da roupa ao calçado, dos poucos brinquedos aos escassos livros. Se não tiver um bife para cada um, nada que um bom mexidinho não resolva. Simples assim.

Primeiro berço

O primeiro berço de fé, é sem dúvidas a família. É nela que aprendemos amar a Deus. Óbvio que respeito aqueles que pensam diferentes. Diferenças existem para serem respeitadas. Mas, que pena, este, jamais experimentará o peso do amor e da alegria que se desencadeia ao redor de uma mesa familiar.

Ao redor da nossa mesa familiar, nos reuníamos junto com meus pais, do mais novo ao mais velho, para o planejamento familiar. E, foi assim que, sob as contas de sua caderneta mágica, saímos da favela para a nossa casa própria. Que saímos da humilhação para a honra. Esse foi o primeiro e o mais ensinamento do Senhor Liberio para nos ensinar a educar os nossos filhos: planejamento e respeito. Quanta sabedoria tinha meu pai! Perfeito em todas suas imperfeições.

Hoje muita coisa mudou ao redor da mesa da nossa família, e isso, é natural visto a quantidade de agregados que a ela se junta todos os dias.

São novos tempos, novos pensamentos e novos conhecimentos, que devem ser , na mesma medida, respeitados.

A minha família de origem, foi pra mim uma verdadeira escola que me ensinou a olhar com mais sabedoria, desde as coisas mais cotidianas as mais complexas. Tem uma variedade de humanos que só lá é possível desfrutar. É um mistura de cores, religiões, profissões, que até o google poderia se espelhar para buscar conhecimento. É muito conhecimento naqueles seres brutos, complexos e ainda assim magnificamente sensíveis e simples.

Sou a nona filha dessa numerosa família. E meu coração se derrete por ela todos os dias.

O valor da minha família

Vários são as definições para família. Conforme a lei, família é o conjunto de pessoas que possuem grau de parentesco entre si e vive na mesma casa formando um lar. Ok. Está certo. Mas pra mim família é algo mais. É um conjunto de pessoas sim, mas tem que haver amor entre elas, tem que promover o bem-estar dos que vivem ao seu redor.

Por isso, fazem parte da família aqueles que proporcionam espaço para o outro ser quem realmente quer ser. Aqueles que estão, em primeiro lugar, na minha lista de prioridades, seja lá para o que for: de aniversario, de pedido de ajuda ou para dividir uma notícia bárbara.

Fazem parte da minha família aqueles que não se importa de juntos pagarem os maiores micos e ainda fazer questão de registrar o momento para postar no facebook. E, são mais aqueles que, mesmo sendo chamados de bobos, não tem vergonha de agraciar meu dia desejando bom dia, boa tarde, boa noite, desejando as bênçãos do Senhor e um bom trabalho. Os meus queridos do grupo da família.

São da minha família aqueles que me ouve quando preciso ser ouvida, são aqueles que me fazem sentir gigante e não ter medo de nada. Aqueles que me criticam sim, mas que também tem a coragem de me elogiar. Fazem parte da minha família aqueles que acreditam em mim.

Da minha família são , com toda a certeza, aqueles que vivem sob o mesmo teto, mas sob o teto de Deus. Podem ser dois, vinte e dois ou duzentos e dois, desde que o sentimento que nos una seja o mesmo: de sentir à flor da pele, o desejo que o outro seja feliz.

Gratidão

Pode ser uma imagem de 2 pessoas e pessoas sorrindo
Desde dia até hoje, muita coisa mudou, a começar pelo meu peso.

Nasci no berço da família Cardoso, mas dentro dela cabe todo Silva, Damasceno, Santos, Costa, Moraes, Pirolla, Vieira, Souza, Bezerra, Miranda, Rodrigues, Barbosa e todos os que destes vieram. Cabem todos os que a mim se achegaram e a eles serei eternamente grata pela presença em meu viver.

Sem dúvida, onde quer que eu vá jamais deixarei de defender que dos meus pais herdei a bravura e a coragem de ser quem sou e dos meus queridos irmãos a grandeza de viver uma amizade verdadeira. Parceria firmada no seio familiar é inquebrantável.

Obrigada meus bons parceiros por todo bem que a mim proporcionastes. Eu amo vocês!

Está é uma homenagem a minha família que faz parte do livro que escrevi contando a história deles. COISAS DA MINHA FAMÍLIA. Não foi publicado, mas teve noite de autógrafos e tudo o que tínhamos direito.

Sobre mim

Sou Terapeuta Complementar e Consteladora Sistêmica e trabalho tanto com crianças e adolescentes quanto com adultos. Como terapeuta meu principal objetivo é contribuir com a melhora comportamental, auxiliando o paciente a encontrar o caminho do autocuidado e autoconhecimento.

Se você se percebe que deve dar mais atenção a sua saúde mental e emocional de um modo geral, saiba que a terapia sistêmica é um grande apoio.

Especialmente nos processos de autoconhecimento, a terapia poderá te ajudar a ter mais consciência sobre suas questões que causam sofrimentos, recuperando assim seu bem estar, auto estima e, até mesmo o resgate de si mesmo.

Contar com ajuda de um profissional não é sinal de fraqueza, portanto, se você passa por alguma situação difícil neste momento, não se faz necessário passar por tudo sozinho(a). Além disso, a ajuda de um profissional qualificado, poderá te ajudar a atravessar esse processo de maneira mais leve.

Por isso, dê-me a oportunidade de mostrar como a Terapia Sistêmica poderá ajudá-lo nos diversos seguimentos de sua vida. Agende um horário e venha tomar um café comigo, é provável que aqui você se liberte de suas amarras.

Para mais dicas me siga no instagram: http://@lairce_cardoso_ofc

Veja também: https://laircecardoso.com.br/sempre-familia/licao-de-vida-de-meu-querido-pai/

Sobre o Autor: Lairce Cardoso

|

Nasci no berço da família Cardoso, na cidade de Paranapuã, no interior de SP no dia 15 de Julho de 1.963. Sou a nona filha do Senhor Libério e da Dona Lindaura.

Comentários (2)

Marielly Cardoso Vasconcelos Responder

Como não amar esta família?!
Sou uma das Cardoso, desta família tão grande e barulhenta…
Parabéns a esta corajosa e determinada Lairce Cardoso, sou suspeita, mas estou amando tudo…
Bjosssss

13 de outubro de 2019 at 21:32
    Lairce Cardoso Responder

    Linda… Obrigada pelo seu apoio. Você também é demais.

    22 de outubro de 2019 at 13:20

Deixe uma mensagem

Qual o seu nome?
Preencha com um e-mail válido
O seu endereço de e-mail não será publicado
Digite uma mensagem :)