Blog Lairce Cardoso

Lairce Cardoso

UMA NOITE CHEIA DE PAIXÃO E DESEJO

26 de novembro

O apartamento de Giuliano era tão charmoso quanto ele e era o lugar apropriado para uma noite cheia de paixão e desejo.

Não era extravagante e tinha a dose certa de luxo, glamour e sofisticação. A mistura nas cores das estampas, texturas e matérias deu ao ambiente um toque de requinte e muito aconchego. A decoração escolhida com esmero valorizou cada cantinho daquele imóvel, com muito bom gosto.

Giuliano, rapidamente transformou o ambiente num clima ainda mais propício para os amantes. Parecia um maestro conduzindo uma orquestra, tal a perfeição com que executava a transformação do lugar.

Queria ganhar a confiança da parceira, por isso contou com todo seu charme e gentileza para envolvê-la no clima propício. Bebericaram algumas taças de vinho, conversaram e riram muito.  

Bem mais tarde, quando dançavam de rosto colado, a chuva mansa na noite de verão, chegou para coroar a noite dos amantes.

A respiração ofegante de Larissa deixou Giuliano convicto de que estava no caminho certo. E apesar do desejo estampado nos olhos dos jovens, ambos agiam com certa cautela, para não se melindrarem. 

Larissa sabia que seria difícil sair de dentro daquele abraço quente e forte, caso permanecesse ali por mais um minuto. Embora não tivesse a menor vontade e sair dali, mas se não agisse rapidamente estaria perdida, assim tratou de reunir todas as suas forças para se recompor.

– Giuliano não quero aborrecê-lo. Me perdoe, mas já está ficando muito tarde e preciso ir embora. Falou com doçura na expectativa que sua fala mansa não quebrasse o clima entre os dois.

Num impulso tentando impedir sua fuga, Giuliano segurou seu rosto entre as mãos fortes e beijou-a ardentemente. Esperou que ela reclamasse e sua mente já estava formulando uma boa explicação para não obedecer, mas ela não o fez. Larissa apenas fechou os olhos à espera de ser beijada novamente.

Giuliano sentindo que a vencera, explorou intimamente sua boca, fazendo com que Larissa sentisse cada parte de seu corpo em chamas. Ela mal conseguia respirar, quando ele a segurou firme, apertando contra seu peito viril.

 Percorrendo as costas do amado com as pontas dos dedos sentiu os seus músculos fortes sob a camisa de algodão. As mãos fortes por baixo do vestido, acariciando suas pernas e coxas, a fez perder de vez, a vontade de sair dali.

Naquele instante e pela última vez ainda tentou voltar a realidade, mas há muito tempo que o cérebro que a alertava para ser prudente, havia parado de funcionar e ela não conseguiu fazer mais nada.

Sem forças para resistir, ela não ofereceu mais nenhuma resistência às investidas amorosas de seu amante e entregou-se de corpo e alma.

O desejo tomou conta de Larissa e as carícias de Giuliano levou-a loucura. O corpo dele era como de um Deus Grego. Os músculos grandes e firmes e todo seu corpo parecia que estava possuído pelo desejo.

Já era de madrugada quando Larissa acordou. Mal acreditara que estava deitada na cama de Giuliano e aninhada em seus braços. Seu corpo ainda tremia pela maravilhosa sensação de prazer que sentira ao se entregar voluptuosamente, mas num piscar de olhos a razão voltou-lhe a mente.

O que fizera?

Sucumbiu e acabou na cama de Giuliano completamente envolvida pelo desejo.

 Era evidente, que depois daquela noite tórrida de sexo e paixão, ele não acreditaria mais naquela história de moça meiga.

As suas atitudes durante a noite deixara à mostra a mulher sedutora e ardente, que era de fato.

Ele moveu-se meio sonolento e sua mão roçou os seios nus de Larissa provocando uma nova onda de desejo em seu corpo. Sentiu-se tentada a se enfiar embaixo dos lençóis e recomeçar a noite de prazer.

– Já está tudo perdido mesmo porque não aproveitar. Pensou maliciosa.

Mas conteve antes que ele acordasse de vez, pois sabia que não precisaria de muito para convencê-la a ficar.

Se não chegasse em casa, o mais rápido possível, sabia a tormenta que enfrentaria com a mãe e àquela altura dos acontecimentos não a queria perturbando.

Assim, embora a contragosto, saiu dentre os braços fortes de Giuliano e levantou-se silenciosamente da cama, vestiu-se rapidamente e chamou um táxi.

Quando chegou em casa, agradeceu sinceramente à Deus, porque a mãe estava dormindo profundamente e quando se enfiou entre as cobertas na sua cama sua cabeça rodopiava.

Como era de se esperar ela passou a noite em claro repassando os últimos acontecimentos naquela que fora uma noite cheia de paixão e desejo.

Capítulo V- UMA NOITE CHEIA DE PAIXÃO E DESEJO

Veja Capítulo VI – O MEDO DA INCERTEZA NO AMANHÃ https://www.laircecardoso.com.br/romanceando/o-medo-da-incerteza-do-amanha/

Sobre o Autor: Lairce Cardoso

|

Nasci no berço da família Cardoso, na cidade de Paranapuã, no interior de SP no dia 15 de Julho de 1.963. Sou a nona filha do Senhor Libério e da Dona Lindaura.

Deixe uma mensagem

Qual o seu nome?
Preencha com um e-mail válido
O seu endereço de e-mail não será publicado
Digite uma mensagem :)