Blog Lairce Cardoso

Lairce Cardoso

QUANDO O AMOR ACABA

2 de novembro

A maior prisão que podemos ter na vida é aquela quando a gente descobre que estamos sendo não aquilo que somos, mas o que o outro gostaria que fôssemos. Geralmente quando a gente começa a viver muito em torno do que o outro gostaria que a gente fosse, é que a gente tá muito mais preocupado com o que o outro acha sobre nós, do que necessariamente nós sabemos sobre nós mesmos. (Pe. Fábio de Melo)

Amor ou conto de fadas

Quando o Amor Acaba: O que fazer em 3 passos - WeCareOn

Ninguém nos ensina verdadeiramente a lidar com o sentimento de amor. Do amor conjugal, estou dizendo. Espera-se que simplesmente que nos relacionemos com o outro de forma espontânea e amorosa.

Os contos de fadas nos dão a falsa ilusão do amor romantizado, cheios de fantasias e por isso mesmo vivemos sentindo a obrigação de fazer com que “viver felizes para sempre” aconteça de uma forma ou de outra. Caso contrário, nos sentimos frustrados e decepcionados conosco mesmo porque falhamos com a expectativa de que, não damos conta de cuidar do amor.

Você se apaixona, o sentimento, a intimidade crescem e transformam-se em amor. Ok. Até aí está tudo certo. Você está caminhando na mão certa do estrada. Mas e quando você entra na contramão? Nada te prepara pro fim de um relacionamento.

E o fim de um relacionamento é muito difícil porque também finaliza sonhos, hábitos e realizações. Por isso muitas vezes é preferível negar a situação e buscar formas de resgatar o sentimento que se foi, e que provavelmente não será mais retomado. E assim, vai-se empurrando o relacionamento para frente, sem coragem de pôr um fim.

Mas, acreditem essa situação só traz sofrimento porque tudo que não é verdadeiro exige grande quantidade de energia para existir. E dispender energia para a dor é desperdício total de vida.

As dúvidas podem ser cruéis

Se você está com dúvida sobre o seu sentimento ou relacionamento é importante fazer algo a respeito. Por mais difícil que seja, ser sincero é o mínimo que você pode fazer por si mesmo e pela outra pessoa envolvida.

Estou num processo de separação, graças a Deus, consensual. Mas, até a tomada de decisão, passei dias e meses sofridos, muito doloridos porque sabia que a situação estava nos levando para um perigoso caminho sem volta, mas o não ter a certeza de que como seria o processo me paralisava.  

Muitas pessoas preferem negar, calar e viver toda a vida cultivando a infelicidade de estar ao lado de alguém que lhe agrega nada na vida conjugal porque acreditam que o outro não merece passar por essa situação, mas as consequências podem ser piores. Ninguém merece ser enganado e quando a verdade aparecer o sofrimento pode ser maior.

Porque é tão difícil dar um fim num relacionamento desgastado

E quando o amor acaba?

Terminar um relacionamento vai tirar você da sua zona de conforto. Muita coisa vai mudar na sua vida, principalmente em sua rotina. Fique atento, pois o medo da mudança pode ser uma cilada! E muito desses medos não são assim tão reais quanto parecem.

Só me dei conta disso, quando me coloquei de alma e coração em frente ao meu companheiro e contei a verdade que estava no meu coração. Meu Deus! Não tenho palavras para dizer quanto maravilhoso foi descobrir, mais uma vez, quanta hombridade havia naquele homem, e que talvez em anos de vida matrimonial não tinha enxergado.

Quão nobre e elegante se deu nossa decisão. Por amor nos libertamos para seguir nossos caminhos e nos dar a liberdade de todo merecimento que temos.

.

Ainda estamos vivendo todo o processo e, mesmo amorosamente, há momentos em que a emoção fala mais alto e o coração dói, mas estamos firmes, sabemos que é o melhor para nós dois.

Mas talvez você, ou a pessoa, fiquem ainda mais abalados com a separação. Tenha calma, dê tempo ao tempo. Ele é capaz de curar todas as dores, pois permite que você acalme suas emoções, reestruture sua base e encontre o aprendizado por trás de tudo.

 Dê um tempo para se equilibrar emocionalmente e para a outra pessoa também digerir a situação. Acredite que no final, tudo dará certo, desde que a verdade conduza essa situação.

Tenha atitude

Depois de refletir sobre tudo isso, chega o momento de ir em busca da sua felicidade. Se o amor realmente acabou, não tem mais sentido permanecerem juntos, independentemente de qualquer coisa. Vocês podem virar grandes amigos, mas a relação amorosa não tem sentido sem o amor.

Se o amor realmente acabou, não faz mais sentido vocês continuarem juntos. Planeje uma conversa, abra seu coração e fale sobre o que está sentindo. Seja responsável com sua escolha e com seus sentimentos.

Quis dividir minha experiência, porque a mim também foi tudo muito surpreendente, mas à medida que ia falando de todos os sentimentos que me invadia a alma, podia notar o alívio estampando no rosto dele. E, jamais me esquecerei de suas palavras: Muito obrigado por sua honestidade, não esperava nada menos de você.

Se o amor “evaporou no ar”, ficou lá atrás, escondido ou preso na rotina maçante de anos, urgente se faz a necessidade de tomar uma atitude. A reflexão e todas essas práticas podem ser difíceis, até porque além do medo, a rotina e o comodismo imobilizam as pessoas. Então, se for o caso vale a pena procurar ajuda profissional, como psicoterapia individual ou de casal.

Se ambos estão dispostos a reconstruir seus sentimentos quando o amor acaba, o apoio terapêutico é valioso, pois auxilia na luta por aquela “última oportunidade”. Mas se for o caso de realmente seguir em frente, o acompanhamento especializado guia para a melhor tomada de decisão.

Mas o amor realmente acaba?

Pelo menos, pra mim, o amor não acabou, muito pelo contrário nunca amei tanto esse ser querido e especial que me esteve ao meu lado por quase 20 anos, como aprendi a amar nesses últimos dias.

Apendi a nutrir por ele o verdadeiro amor. Um amor sincero e sem cobranças, um amor puro, amigo e comprometidos a nos ajudar mutuamente. Aprendi a amá-lo de forma diferente, apenas isso.

O que acabou foi o desejo romântico, o amor do Felizes para sempre, mas não o verdadeiro sentimento que nos uniu numa jornada. O que pode ter acabado foi aquele frio que esfria nossa barriga e faz um bem danado e, por acreditar que ainda merecemos viver essa oportunidade de, nos apaixonar de novo, por outra pessoa, pela vida, por nós mesmos ou seja lá pelo que for, simplesmente nos apaixonar e, que decidimos nos soltar dos laços presos a um contrato matrimonial.

Um pouquinho sobre mim

Depois de atravessar uma fase muito delicada, em todos os setores meu viver, a vida me deu uma grande chacoalhada do tipo: acorda, você tem muito potencial para viver na invisibilidade.

Por fim, depois de uma faxina muito grande na minha pessoa, e de decisões difíceis e doloridas mas, absurdamente necessárias, surgiu uma nova mulher chamada Lairce.

Uma mulher que resolveu reinventar-se aos cinquenta e seis anos de idade, física, mental e psicologicamente. Uma mulher que aprendeu que priorizar a necessidade de ser feliz, não é egoísmo, é vida!

Conto um pouquinho desses sentimentos malucos que tomaram conta de minha mente, nesta matéria que está aqui no blog https://laircecardoso.com.br/pedacos-da-vida/a-coragem-de-ser-imperfeita/

Ajustando o meu propósito de vida

Atualmente sou Terapeuta Complementar e Consteladora Sistêmica e trabalho tanto com crianças e adolescentes quanto com adultos. Como terapeuta meu principal objetivo é contribuir com a melhora comportamental, auxiliando o paciente a encontrar o caminho do autocuidado e autoconhecimento.

Então, se você se percebe que deve dar mais atenção a sua saúde mental e emocional de um modo geral, saiba que a terapia sistêmica é um grande apoio.

Especialmente nos processos de autoconhecimento, a terapia poderá te ajudar a ter mais consciência sobre suas questões que causam sofrimentos, recuperando assim seu bem estar, auto estima e, até mesmo o resgate de si mesmo.

Ademais, contar com ajuda de um profissional não é sinal de fraqueza, portanto, se você passa por alguma situação difícil neste momento, não se faz necessário passar por tudo sozinho(a).

Além disso, a ajuda de um profissional qualificado, poderá te ajudar a atravessar esse processo de maneira mais leve.

Por isso, dê-me a oportunidade de mostrar como a Terapia Sistêmica poderá ajudá-lo nos diversos seguimentos de sua vida. Agende um horário e venha tomar um café comigo, é provável que aqui você se liberte de suas amarras.

PARA MAIS DICAS SIGA-ME NO INSTAGRAM: http://@LAIRCE_CARDOSO_OFC

Sobre o Autor: Lairce Cardoso

|

Nasci no berço da família Cardoso, na cidade de Paranapuã, no interior de SP no dia 15 de Julho de 1.963. Sou a nona filha do Senhor Libério e da Dona Lindaura.

Deixe uma mensagem

Qual o seu nome?
Preencha com um e-mail válido
O seu endereço de e-mail não será publicado
Digite uma mensagem :)