Blog Lairce Cardoso

Lairce Cardoso

CONSTELAÇÃO FAMILIAR X PAIS E FILHOS

14 de janeiro

Constelação Familiar X pais e filhos. Como essa poderosa ferramenta terapêutica poderá auxiliar na relação com os pais e filhos?

Como a Constelação Familiar pode devolver a fluidez em tudo na sua vida. |  Daniela Pires | Consteladora Familiar - Coach PNL e Analista de Sistemas e  Programadora Web PHP

Foi acreditando nesse movimento sistêmico que as portas do meu coração e da minha alma se abriram para que eu pudesse compreender a dor do meu filho adolescente e a resgatá-lo de uma forte depressão. Causada, por muitos motivos , mas agravada principalmente por causa do isolamento social e, consequentemente pelo excessivo uso da Internet.

Antes de mais nada é preciso ter em mente que tecnologia veio, alicerçou-se entre nós e modificou todo o nosso modo de vida, mas, especificamente entre os jovens a rapidez e facilidade com que as informações chegam através dos diversos meios de comunicação, sem mediação, os deixa confusos e distantes do meio em que vivem.

Eles sabem o que está acontecendo do outro lado do mundo, mas não sabem, por exemplo, o nome de vários colegas que encontram todos os dias. Que dirá são capazes de perceber como eles sentem, pensam ou o que desejam. Os mais próximos passam a ser os mais distantes, sobretudo a família e mais diretamente os pais.

Os novos meios de comunicação vieram e, sim é uma condição real e necessária, então o que fazer?

Não tem volta. A era digital possibilitou avanços importantes em todas as áreas à serviço da humanidade e ligou as pessoas do oiapoque ao chuí, então porque tanta depressão e tanta solidão, especialmente nos jovens que deveriam ser cheios de energia?

Só quando comecei a questionar se a internet teria mesmo todo esse poder de roubar toda a energia dos nossos filhos é que comecei a compreender que filhos ouvidos, vistos, respeitados, orientados, não se deprimem ou se matam por influência dos meios de comunicação.

Instituto Aline Charane: Aceitar os pais

Quando se tem espaço de diálogo, é possível educar cuidar, dar os limites necessários, orientando e lidando com a realidade como ela é. É possível acolher e acreditar que os filhos têm condições de assumir as consequências de suas escolhas.

A leis do amor da Constelação Familiar

Foi através da constelação familiar e de suas leis do amor, que me conscientizei que quando o adolescente sente-se pertencido à seu grupo familiar, conhecedor do seu lugar na família e em equilíbrio com o que a vida lhe traz, poderá tornar-se um adulto confiante e saudável, capaz de cumprir bem sua missão na vida.

O que me ajudou a resgatar meu filho da situação de perigo da depressão, foi assumir fortes vínculos com ele, através do diálogo franco e respeitoso, da presença constante, acreditar nas suas habilidades e enxergar com alegria um futuro promissor pra ele.

Aprendei a substituir o castigo por negociações amorosas e pacíficas, benéficas para ambos os lados. Aprendi a me colocar no meu lugar, como mãe, responsável, como grande e como porto seguro.

Ciência comprova: pais tratam melhor as filhas do que os filhos | VEJA

Aprendi às duras penas a me conscientizar que a adolescência tem sim seus riscos, que são riscos naturais ao processo de amadurecimento. Mas quando respeitados, orientados e cuidados, os nossos filhos enfrentarão estes desafios com equilíbrio e se transformarão em adultos produtivos, criativos e felizes.

À luz da Constelação Familiar, qual conselho eu daria para os pais, que passam por essa angústia?

Eu diria que nossa responsabilidade como pais; nosso amor; nossa dedicação, dá um trabalho gigantesco, mas é o que os afasta dos males da alma, dos jogos perversos, dos destinos trágicos e das condutas de desrespeito à vida.

É preciso que confiemos e trabalhemos muito para que nossos filhos sejam saudáveis e isso dá, sim, muito trabalho e exige muito de nós. As relações precisam ser construídas e alimentadas à base de muito amor e respeito. Esta é nossa grande missão como pais.

Enquanto adultos desta relação, é preciso que saibamos reconhecer o lugar ao qual nosso filho tem por direito no seio da família. É preciso ensiná-los a honrar, primeiro a nós mesmos como seus pais, depois a todos os seus ancestrais e antepassados. Por fim, é preciso ensiná-los a receber com alegria o que damos a ele. E, a nós cabe apenas, receber o que eles podem nos dar e nada mais. Um filho, nunca poderá devolver tudo o que recebeu dos seus pais.

É preciso que tenhamos a coragem de assumir nosso lugar, caso contrário nossos filhos ficarão sem rumo, órfãos de pais vivos e sempre haverá quem os “adote”, sobretudo para seus próprios fins. No entanto, quando conhecedores de nosso lugar dentro do sistema familiar, é possível assumir nossa missão de pais como prioridade, com mais leveza, dedicação e amor. Só assim, os resultados, serão positivos.

” SE OS PAIS FOSSEM PERFEITOS, SE A MÃE FOSSE A IDEAL, NÃO SERÍAMOS CAPAZES DE VIVER, NÃO TERÍAMOS A FORÇA PARA VIVER. SOMOS CAPAZES DE VIVER, PORQUE OS NOSSOS PAIS TÊM FALHAS.” (Bert Hellinger)

É preciso acreditar e confiar que, nós pais, temos tudo o que é necessário para guiar nossos filhos ao sucesso pessoal. Mas se estiver confuso, o que é perfeitamente aceitável, pois somos humanos e bem falíveis, necessário se faz que busquemos ajuda.

Foi através da Constelação Familiar que compreendi que, nós pais, somos importante demais na evolução de nossos filhos. No entanto, só quando estamos bem, e nos colocamos no real lugar que nos cabe é que podemos nos sentir fortes o suficiente para criar um futuro saudável para eles.

“SOMENTE QUANDO NÓS TAMBÉM GOSTAMOS DE NOSSOS PAIS COMO ELES SÃO É QUE GOSTAREMOS DE NÓS MESMOS E DOS OUTROS” (Bert Hellinger)

Veja também: https://laircecardoso.com.br/meditacao/constelacao-familiar-a-cura-da-alma/

Siga-me: http://@lairce_cardoso_ofc

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é cartao-blog-1024x577.jpg

Sobre o Autor: Lairce Cardoso
Lairce Cardoso

|

Nasci no berço da família Cardoso, na cidade de Paranapuã, no interior de SP no dia 15 de Julho de 1.963. Sou a nona filha do Senhor Libério e da Dona Lindaura.

Deixe uma mensagem

Qual o seu nome?
Preencha com um e-mail válido
O seu endereço de e-mail não será publicado
Digite uma mensagem :)