Blog Lairce Cardoso

Lairce Cardoso

COMO LIDAR COM O SENTIMENTO DA MORTE

26 de março

Como lidar com o sentimento da morte? Como viver quando não temos mais a presença de quem amamos e que se foi?

E o céu deve estar rindo agora, Se você já contou aquela sua história, Sei que agora é tudo diferente, Mas vai durar pra sempre na minha memória.” Este é um trecho da música MC Gui, em homenagem ao irmão que faleceu aos 17 anos depois de uma overdose de cocaína.

Mudanças no cálculo do valor da pensão por morte com a Reforma da  Previdência - Previdenciarista

Estamos vivendo dias muito difíceis e, nos noticiários da tv, nas mídias sociais e, a cada dia mais próximo de todos nós a notícia mais frequente, embora a mais triste, é a morte de entres queridos, por causa da terrível tragédia que vem assolando o mundo através da pandemia. Mas, há também muitos outros motivos que fazem o coração muitos sangrar, com a despedida fatal, daqueles que se   ama.

Não importa o motivo, a dor é a mesma. E, como conseguir reunir força e coragem para continuar vivendo sem a presença de quem, muito se ama depois de sua passagem para outros mundos?

Essas perguntas, por certo já passou pela mente de todos nós, quando perdemos alguém próximo, a quem amamos muito. Ficamos sem chão e o sentimento é que não seremos capazes de viver sem aquela pessoa, e que sem ela a vida não tem razão de ser.

TODOS NÓS VAMOS MORRER UM DIA

Apesar de saber que todos nós vamos morrer um dia, lidar com a morte é sempre um grande desafio e de fato, num primeiro momento é quase que impossível investir energias em outra coisa, sem ser na pessoa que faleceu. No entanto, por mais que esse momento seja natural, e que fará parte da vida de todos nós, ainda não estamos preparados para a despedida, tampouco sabemos como lidar com ela.

A morte põe um fim nos planos, muitas vezes desenhados com esmero, para o futuro, então sentir completamente perdido e sem rumo é perfeitamente compreensível e, estranho seria, se assim não o fosse.

Embora muitas vezes, visto como uma coisa ruim, o luto é, na verdade, necessário para elaborar sua perda e se reorganizar diante dessa falta. Respeitar toda as etapa do luto, buscando a compreensão e a capacidade de superar sua dor é, fundamental para resgatar sua forma de viver, de maneira saudável e equilibrada.

DÊ UM TEMPO PRA VOCÊ!

Luto na infância: compreendendo as emoções da criança - Fãs da Psicanálise

Cada um tem um jeito de encarar essa despedida de forma diferente, tanto do ponto de vista físico quanto psicológico. Os sintomas mais comuns são insônia, falta de apetite, choro constante que chega de maneira repentina, vontade de se isolar. Mas há ainda os sintomas de estresse como sudorese, fraqueza e palpitação. E não existe um prazo definido para que isso passe, já que cada pessoa é única.

Por isso, é importância de se dar um tempo, esse momento é fundamental nesse processo, só assim, aos poucos conseguirá reunir energia novamente e direcioná-la para você, para sua vida, para retomar sua rotina ou para se adaptar a sua nova rotina.

RESPEITE E VIVA O TEMPO DO LUTO

O luto é um processo particular e solitário. Apesar do ente querido deixar toda a família enlutada, cada pessoa pode reagir de formas diferentes, dependendo de sua própria personalidade ou da relação que viveu com aquele que partiu.

Lidar com a dor de perder alguém é importante para que este sofrimento não estenda pelo resto de sua vida. Esse momento, tem como objetivo voltar o olhar para você mesmo na intenção, de ensinar que a lembrança da pessoa que partiu deve ser mantida no coração, mas que não se torne uma ferida aberta.  

Embora dolorido, o luto deve ser encarado de maneira natural, pois ele é o momento para você elaborar uma perda. É saudável vivenciá-lo ao invés de colocar todos os sentimentos e questões que dizem respeito à sua perda para “debaixo do tapete”.

O LUTO VARIA DE ACORDO COM A PERDA

A maneira como se reage à morte, também pode ser diferente, se levarmos em consideração a forma como ela aconteceu. Se era uma pessoa mais idosa ou que já estava bastante adoecida, não tira o desmerecimento da dor, mas fica mais fácil de ser compreendida. Principalmente, se houve um tempo maior para se despedirem e até mesmo de se adaptarem à perda.

Por outro lado, quando motivo do falecimento é inesperado e trágico, por causa do choque o estágio de negação, leva-se muito mais tempo. O sentimento de que aquela pessoa ainda tinha muito o que viver ou de injustiça pode trazer mais raiva, revolta e questionamentos.

O grau de parentesco com a pessoa falecida também pode influenciar no luto. A partida daqueles com quem temos uma convivência muito próxima e até mais íntima, causa muita tristeza e pode demorar anos para ser abrandada.

Não existem mortes melhores ou piores, que doem mais ou menos. Por isso, o luto é um processo de acolhimento consigo mesmo e com os outros, que deve ser muito respeitado.

NÃO SE PRENDA, CONTE OS SEUS SENTIMENTOS

Há pessoas que preferem externar, ou seja, botar pra fora os seus sentimentos durante o luto, enquanto outras preferem se isolar. Essa ações são perfeitamente compreensíveis e não há um tempo predefinido para que isso passe, visto que cada um vai lidar com esse momento de uma forma.

Se você sentir a necessidade de falar ou de chorar, não se intimide! Você não precisa passar por esse momento sozinho. Você pode e deve contar com pessoas próximas a você, para que coloque para fora o que está sentindo. Procure aquelas pessoas em quem você confia, que estejam ou não vivendo o luto junto com você, e se abra. Um abraço amigo pode aliviar muitas angústias.

Permitir colocar sua dor para fora e receber o carinho das pessoas próximas também faz parte da superação desse momento. Você não precisa passar por esse momento sozinho. Lembre-se: às vezes é melhor partilhar sua dor para conseguir lidar com ela.

RITUAL DE DESPEDIDA

Pensão por morte de União Estável: Conheça este benefício | Rede Jornal  Contábil - Contabilidade, MEI , crédito, INSS, Receita Federal

Os rituais de morte, embora dolorosos e, às vezes um tanto conturbado impedem uma despedida calma e serena, mas eles são necessários para ajudar a elaborar melhor o luto. Por meio deles, podemos nos despedir.

Mas uma boa dica para ser feita depois que o velório e o enterro passarem é escrever uma carta para a pessoa que morreu, dizendo tudo o que você gostaria que ela ouvisse e, enfim, despedir-se com o coração.

Ir a um lugar especial para vocês ou lembrar-se de algo positivo sobre a pessoa também pode ajudar quando a tristeza chegar, assim como fazer uma pausa e agradecer pelo que puderam viver juntos.

PROCURE AJUDA PROFISSIONAL

Apesar do apoio de familiares e amigos e, do passar do tempo, se você não consegue superar o luto, nem retomar, pelo menos, uma pequena parte da rotina que cabia a você, como trabalhar, por exemplo, não hesite em buscar ajuda profissional.

Não pense que isso é bobagem, ou que está sendo fraco. Ninguém precisa resolver tudo sozinho e, muitas vezes, apesar da boa vontade, os familiares e amigos não sabem como trabalhar como uma pessoa enlutada.  Assim, um profissional habilitado poderá ajudá-lo a reencontrar o significado da vida, auxiliar a reconstruir um sentido para viver, transformando a tristeza em uma saudade saudável.

Saber lidar com a morte é um desafio que varia muito de pessoa para pessoa, e todas as reações são válidas e normais. Compreender que a tristeza é normal e que vai passar é fundamental tanto para quem vive o luto como para quem quer ajudar. A vida é mesmo uma passagem e entender como trilhar cada caminho que surge é o nosso maior aprendizado.

Entrevista] - Como conduzir as crianças em situações de luto?

Veja também: https://laircecardoso.com.br/pedacos-da-vida/o-barulho-que-o-silencio-fez-em-mim/

Siga-me: http://@lairce_cardoso_ofc

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é cartao-blog-1024x577.jpg
Sobre o Autor: Lairce Cardoso

|

Nasci no berço da família Cardoso, na cidade de Paranapuã, no interior de SP no dia 15 de Julho de 1.963. Sou a nona filha do Senhor Libério e da Dona Lindaura.

Deixe uma mensagem

Qual o seu nome?
Preencha com um e-mail válido
O seu endereço de e-mail não será publicado
Digite uma mensagem :)